sexta-feira, novembro 03, 2006

...arriscado

foto: Olhares

Rir é arriscar parecer tolo…
Chorar é arriscar parecer sentimental…
Tentar alcançar alguém, é arriscar envolvimento…
Expor sentimentos, é arriscar rejeição…
Expor seus sonhos perante a multidão,
É arriscar parecer ridículo…
Amar, é arriscar não ser amado de volta…
Seguir adiante face a probabilidades irresistíveis,
É arriscar ao fracasso…

E apenas uma pessoa que corre riscos, é livre…


(Alexander Lowem)

Há certas coisas que só aprendemos com a idade e há outras que só se fazem na juventude...

Eu acho que a idade vai-me trazendo a confiança para arriscar e isso traz uma certa calma... (ou será isso a liberdade)

6 comentários:

Mila disse...

"Quem não arrisca não petisca"
"Vivendo e aprendendo".
Velhos provérbios, sempre actuais e verdadeiros, eles bem nos querem ensinar mas nós infelizmente não os ouvimos

P.S. E esta eim? Agora tb és poetisa?
parece que foi passear...
mas vai voltar, porque
volta sempre ao mesmo lugar
para que lhe possas contar
como é bom apaixonado ficar

Fatima Vinagre disse...

Quem não arrisca não vive a vida! Bj

Jardineira aprendiz disse...

Há uma certa liberdade que só adquirimos com a idade... e é isso, a liberdade de querer arriscar.
Gostei muito!
Beijos

A.J.Faria disse...

nfglpnOlá, Crix!

É sempre necessário uma certa dose de risco em tudo o que fazemos, porque a vida não é sinónimo de passividade, pelo contrário, é na medida em que temos a coragem para ir em frente que ela se torna mais atractiva e fascinante!

Um bom post, sem dúvida, o que já é característico neste teu espaço!

Um beijo e boa semana!

safado disse...

Sim, val sempre a pena arriscar, ás vezes o medo é mais forte,mas sem o risco não se pode viver de verdade, sempre tive medo do risco, arrisquei tudo quando achei que era mesmo necessário, se o não tivesse feito, quase que não tinha vivido. Adorei, bj

Plum disse...

Não vivemos se não arriscarmos...e não somos livres se não vivermos!abraços da terra da magia!*