terça-feira, maio 29, 2007

...de musa


Aqui me sentei quieta
Com as mãos sobre os joelhos


Quieta muda secreta
Passiva como os espelhos

Musa ensina-me o canto
Imanente e latente

Eu quero ouvir devagar
O teu súbito falar
Que me foge de repente.

Sophia Mello bryener, Musa

6 comentários:

Mila disse...

Que pintura potente!!!
De quem é este trevo da sorte?

Plum disse...

Muito bom!!!*

Moinante disse...

Somos sedentos de poesia e ansiamos que a vida seja .

Besssos .

Bom fim de semana .

A.J.Faria disse...

Olá, Crix!
Gostei de ler Sofhia Mello Breyner.
Um beijinho e bom fim de semana!

sonhadora disse...

Bom fim de semana.
Beijinhos embrulhados em abraços

cm disse...

..de repente parar e ouvir um canto passar...

lindo como sempre