quinta-feira, dezembro 06, 2007


Mar sonoro, mar sem fundo, mar sem fim.

A tua beleza aumenta quando estamos sós

E tão fundo intimamente a tua voz

Segue o mais secreto bailar do meu sonho.

Que momentos há em que eu suponho

Seres um milagre criado só para mim.
Sophia de Mello Breyner Andresen, mar sonoro

3 comentários:

Mystic's disse...

Lindo!
Conheces o Cd da Maria Bethânia - Mar, onde ela diz este poema, entre músicas?
Um abraço.
Grande escolha... e que saudades tenho de ver o Mar!

Vitor Lopes disse...

Que pose do passarinho, ficou para a foto

Mila disse...

Amiga****
Deixas-me...!!!!!!! Que cores , que luz, até dá para ouvir o barulho das ondas. Parabéns, cada dia k passa estás uma melhor fotografa. Muitos jitos***