quarta-feira, dezembro 26, 2007

...no Paul do Boquilobo

Na manhã do Dia de Natal fui fazer um passeio pelo Paul do Boquilobo.
Desde a primeira e última vez que lá fui, há cerca de 17 anos, nada de novo.
No entanto, não sei se é fruto apenas deste Inverno, mas estranhei a grande quantidade de árvores caídas ao longo das valas, o que me transmitiu uma sensação de abandono. Mas a grande surpresa para mim foi encontrar o Rio Almonda neste estado. Cheguei mesmo a ter dúvidas se este era o rio que atravessa os bonitos jardins de Torres Novas.
Como é possível que nos últimos dias de 2007 , num país da comunidade europeia, que recebeu tanto dinheiro para que situações destas acabassem e com legislação tão avançada na área do ambiente, que tenha uma Reserva Natural a ser alimentada por um 'Rio' neste estado?
E em jeito de desabafo (ao estilo dos contos de natal de Charles Dickens): Se eu fosse o 'Pai Natal' e pudesse oferecer uma prenda aos poluidores e aos que permitem esta ocorrência, depois de os tranformar em aves aquáticas (uns patinhos bravos por ex.), oferecia-lhes (apenas) uma semana de férias nesta estância de águas azuis, cinzentas, espumosas e absolutamente nada cristalinas sem esquecer o odor intenso a esgoto.
Talvez resultasse....

5 comentários:

Mystic's disse...

Chama-se fábrica da Renova, fica logo uns 10 metros após a nascente do rio... mesmo no bordo final do parque natural das serras de aire e candeeiros.

Crix disse...

Nah, mystic's, não pode ser...

"A Renova é a primeira empresa da península ibérica, no seu sector (tissue) a atingir a certificação segundo a mais exigente norma de certificação ambiental - a ISO 14001. A auditoria de certificação ao SGA (Sistema de Gestão Ambiental) da Renova, foi realizada pelo Bureau Veritas Quality International, de acordo com os critérios do Dutch Council for Accreditattion. Esta conquista insere-se num plano mais vasto, de integração da Renova com a Natureza."
E no ponto 4 do seu PORTICUS ŒCOLOGICUS, diz ainda que... "Cada cidadão consciente deseja ter rios limpos com peixes, florestas verdejantes para passear, espaços para as crianças brincarem…"

Não podem ser os mesmos, não...

Ou podem?

JJ©N disse...

Passei por aí no fim de semana passado...
Nunca pensei que estivesse nesse estado....uma vergonha :(

Assim vai este país...

JJ©N disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Armando disse...

Vendo essa imagens, lembrei-me logo do nosso "rio" Tietê, outrora rio navegável e utilizado para avançar para o interior do Brasil.
abraço, armando de S. Paulo - Br.