quarta-feira, abril 25, 2007

...de sorte

'Na vida de cada homem só existe uma mulher com quem é possível conseguir a união perfeita e, na vida de cada mulher, existe um homem com quem pode sentir-se completa. Todavia, poucos, muito poucos, acabavam por se encontrar.
Os outros são obrigados a viver num estado de insatisfação, de nostalgia.
Quantos encontros existirão assim? Um em cada dez mil? Um num milhão? Um em dez milhões?
Os outros são ajuntamentos, simpatias epidérmicas, transitórias, afinidades físicas ou de carácter, convenções sociais.
Que sorte nós tivemos, hem? '

Susanna Tamaro, in: Vai aonde te leva o coração
(guardei estas palavras que encontrei num blog chamado 'As palavras que nunca te direi' e perante esta apresentação, está a apetecer-me ir á livraria)

7 comentários:

eu... disse...

tb fiquei com vontade de ler mais... realmente deixou-me a pensar... um bjo

Plum disse...

Eu já li e é fantástico!Vai rápido à livraria poruqe não te vais arrepender!!!Abraços!*

tozé disse...

Se tiver oportunidade, espero dar uma vista de olhos, para saber como é.

zuladairam disse...

gostei de rever o texto. Deixo outra sujestão a complementar a leitura "A nossa necessidade de consolo é impossível de satisfazer" Dagerman, Stig da editora Fenda.

Mila disse...

Maravilha!
Depois emprestas........

Maria Lua disse...

Obrigado pela partilha.
Um texto com uma profundidade extraordinária... Não resisti a divulgá-lo no meu blogue, com a devida referência onde foi encontrado.
É uma surpresa cada vez que visito o teu blog: muita beleza, poesia e encanto.
Vou continuar a seguir-te.
:)

Eva disse...

É em busca desse encontro que se mudam vidas. E vidas há que continuam em suspenso. E suspensos que nos consomem.