terça-feira, junho 12, 2007

...sem asas


sim, havia em mim
um bando de pássaros ávidos por voar
ficaram entretanto aprisionados
nunca conseguiram romper meu coração
e se libertarem
hoje eu sou uma gaiola de angústias sem asas.
Marilda Soares

4 comentários:

Mila disse...

Ora, ora...esqueceste de por a negrito - em mim nunca conseguiram romper as asas...

cm disse...

...haja céu para voar e asas apara aprender

Plum disse...

Que se abram todas as gaiolas!!!
Abraços!*

sonhadora disse...

Sonha nas águas cristalinas do teu mar.
Bom fim de semana!
Beijinhos embrulhados em abraços